Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Doce Cafeína

Doce Cafeína

01
Out21

Regressão

Cafeína

Desde muito cedo que me interesso por terapias alternativas.

Este interesse levou-me a fazer os meus cursos e hoje, estou interiormente e profissionalmente apta para exercer algumas terapias, sendo que há duas que me apaixonam e que eu acarinho de uma forma especial: Leitura de Aura e Regressão.

No que diz respeito à leitura de Aura fascina-me o mergulhar no campo energético da pessoa e perceber as mensagens e imagens que me são mostradas. Na Regressão fascinam-me os resultados.

Uma colega de trabalho escolheu-me para sua terapeuta há algum tempo e ontem quis fazer Regressão. E fizemos.

No ínicio, eu estava um pouco nervosa mas quando vi que ela se estava a entregar e estava relaxada também eu fiquei mais calma. No decorrer daquela sessão ouvi coisas muito bonitas e marcantes, que certamente não esquecerei. Foi um mar de emoções e um turbilhão de sentimentos que a levaram a abraçar-me forte quando a trouxe de volta.

Fui para casa de coração cheio e hoje,segundo o feedback ela está serena e bem disposta.

Sinto-me muito grata ao Universo.

 

09
Ago21

Sobre a vida

Cafeína

O Universo traz-nos e leva-nos pessoas.

Certas pessoas quando nos são retiradas não damos logo conta. No entanto, há outras que fazem um estrago incrivel ao nos serem retiradas.

A vida tem este mistério: O mundo pulsa, não pára enquanto se está destroçado e impulsiona-nos a seguir com mais ou menos forças. Não é fácil manter sempre a cabeça á tona de água enquanto somos tentados a afogar-nos num turbilhão de emoções que nos assola. Sempre achei que a intensidade das emoções tem o seu lado bom mas também tem todo um lado bem dramático. Somos todos crianças grandes, com choros e emoções escondidas, incompreendidas e quase a roçar no não-suportável. Uma vez disseram-me que o reerguer dói e que é nessa dor que se cresce e posso confirmar que sim, aliás, creio pois, que todos já o podemos confirmar mas na minha opinião ficam cicatrizes permanentes de choros solitários, de abraços cortados, sentimentos não tidos em conta e arrependimentos infundados e extemporaneos.

Hoje acordei a reflectir sobre isto, sabe-se lá o que está para vir.

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2022
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2021
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
Em destaque no SAPO Blogs
pub