Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Doce Cafeína

Doce Cafeína

06
Out22

Eremita

Cafeína

Estou numa fase de menor inspiração.

Sinto me uma eremita em fase de introspecção e reflexão. Estou bem mas preciso limpar o meu coração de mágoas e palavras que teimam ficar na minha memória. 

Todos passamos por situações destas mas eu só posso falar da minha. Sinto que tenho coisas a resolver comigo mesma e sei que vou fazê-lo. Consigo reerguer-me. 

Até lá, se virem uma eremita por aí...sou eu.

15
Jul22

Efeito iô-iô

Cafeína

Não falo de dieta (até porque só com muito jeitinho chego aos 50 kg se me pesar vestida de capote ou samarra)

Falo de pessoas que me metem doida, pela personalidade vai e vem, pelo maneira como oscilam conforme a direcção do vento e por não admitirem que sentem, gostam, fazem.

E embora, já tenha experiência suficiente para ter consciência que o seu comportamento não muda (porque ninguém muda) e  soletro para não me esquecer facilmente: N-i-n-g-u-é-m    m-u-d-a 

O que muda são os meus sentimentos em relação a quem não muda ou não faz um esforço para se manter no mesmo registo, porque sinto que me vou cansando, entristecendo e mirrando a minha paciência em relação a dita cuja personalidade. Fico triste. Há pessoas das quais não me quero desapegar mas cuja personalidade iô-iô me sufoca, é como beber shots de veneno.

Questiono se serei aquela peça do puzzle que tem dois cús dois lados e que aparentemente encaixam no puzzle mas acaba por saltar por não ser ali o seu lugar.

Sou de fácil apego mas a vida já me ensinou a escolher-me em caso de dúvida.

 

06
Jul22

Desabafos

Cafeína

Os rapazes estão a fazer praia e como têm de estar antes das 8 horas no centro de estudos, estas duas semanas irei chegar muito cedo ao trabalho.

Curiosamente, quando chego sabe-me bem estar cerca de uma hora sozinha a desfrutar da chafarica. Sou tão bicho do mato não sou? Tenho dias assim, em que apetece o sossego de mim mesma enquanto tento perceber se sou eu que acalmo a minha alma ou se é a minha alma que me acalma e sereniza o corpo e a mente. Tenho sentido,e penso que tem a ver com o Verão ( época do ano que me consome, eu sou muito amiga do inverno) que ando mais cansada e embora consiga cumprir os objetivos a que me propus, sinto que me falta algo. Algo que não é pálpavel, talvez.

Ontem alguém me dizia que ando muito calada e calminha. Eu sinto isso. E não tem que ser mau.

Sinto que é importante sair de mim mesma e tentar perceber como sinto e como estou. Que faço aqui e que poderei fazer a seguir? Que me é pedido pela vida? 

No que diz respeito ao trabalho, sinto que estou a precisar de férias. Já estou a entrar no campo em que não acho piada nenhuma a nada (  lol ). 

Estou aqui pronta para enfrentar mais um dia, na esperança que tudo vai correr e ficar bem.

09
Set21

Silêncio

Cafeína

Gosto do silêncio.

Gosto do que ele me diz e faz. Talvez seja a intensidade da sua voz... a voz do silêncio.

E gosto de me retirar do mundo por breves instantes porque ás vezes fico muito cansada do "tens que fazer, tens que dizer, tem de ser". E depois... depois a luz apaga, a cidade dorme, o interior reage. 

E ainda há o tempo... Ah! o tempo... esse que afinal nada cura mas torna distante as dores de outrora. Que é companheiro do silêncio mas que anda num passo muito mais apressado fazendo questão de não olhar para trás nem esperar que "fiques bem". 

Que se faz com isto? 

Com isto cresce-se, feridas vão e cicatrizes ficam. Ciclos terminam e ciclos começam...

E a vida segue, o silêncio urge, o sorriso começa a ficar entre parentesis e a alma evolui .

09
Set21

Silêncio

Cafeína

Gosto do silêncio.

Gosto do que ele me diz e faz. Talvez seja a intensidade da sua voz... a voz do silêncio.

E gosto de me retirar do mundo por breves instantes porque ás vezes fico muito cansada do "tens que fazer, tens que dizer, tem de ser". E depois... depois a luz apaga, a cidade dorme, o interior reage. 

E ainda há o tempo... Ah! o tempo... esse que afinal nada cura mas torna distante as dores de outrora. Que é companheiro do silêncio mas que anda num passo muito mais apressado fazendo questão de não olhar para trás nem esperar que "fiques bem". 

Que se faz com isto? 

Com isto cresce-se, feridas vão e cicatrizes ficam. Ciclos terminam e ciclos começam...

E a vida segue, o silêncio urge, o sorriso começa a ficar entre parentesis e a alma evolui .

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2023
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2022
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2021
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
Em destaque no SAPO Blogs
pub