Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Doce Cafeína

Doce Cafeína

02
Set22

A caminho

Cafeína

Cafeína-men está preocupado.

Há uma semana que me sinto num estado Alfa. Nem cá nem lá. Limito-me a estar, a ser, a existir.

Se me perguntarem o porquê, eu confesso que sei responder a isso, só não sei resolver ou talvez não tenha coragem para fazê-lo. Talvez tenha nascido com uma vertente emocional cujo propósio é trabalhar nela e resgatá-la apenas quando me escolher a mim.

Até lá vou tendo dias em que me sinto rota e na melhor das hipóteses ando porque não consigo correr. E isto de se lutar contra a maré cansa. Desgasta. Entristece.

Pergunto-me até quando isto é suportável.

E quando me reergo novamente, à minha frente vejo a linha onde o mar acaba e o nevoeiro se instala. E aí sei e sinto que serei eu, numa melhor versão de mim mesma para mim mesma, porque eu mereço paz.

Cafeína-men está na retaguarda mas é uma estrada solitária a que percorro e sou eu que tenho que resolver a minha dor, sem a carregar nos ombros dele.

Estou a caminho, já tive mais longe.

12
Ago22

Coisas que sinto

Cafeína

Se há coisa que me deixa chateada, é saber e sentir a sensação de estar numa encruzilhada sem saber o que fazer.

Quando tudo até parece perfeito e a ideia de que sou eu que estou a fazer um problema tira-me do sério, fico triste, não sei lidar com isto.

Há situações em que o perfeito não existe e que mesmo dentro da imperfeição há esforço mas não é o que eu quero. Soa a provocação pelo bem que aparentemente se está e mexe na estrutura do pseudo funcionalismo. Estas coisas cansam-me tanto e metem-me tão triste. É como ter de olhar para a questão e dizer o quanto te amo mas o quanto mal me fazes porque não era deste jeito que eu queria.

Pergunto-me se andarei a dar demasiada importância a assuntos que não atam nem desatam mas que me confortam a alma. Ou talvez não.

Talvez não, porque quando a cidade dorme e as luzes apagam, fico eu, os meus desconfortos e frustações.

 

28
Out21

Cagari Cagaró

Cafeína

Há pessoas que não nos sabem ter. Não sabem.

Por muito que nós demos de nós mesmos, por muito boa amiga, boa pessoa que uma pessoa seja, há pessoas no caminho que de uma maneira inconsciente (espero eu), não nos sabem ter. 

Quando eu me preocupo com determinada pessoa a ponto de lhe dizer "quando souberes o resultado da consulta diz" e recebo como resposta: " nem te disse antes onde ia porque ainda ias lá ter comigo" eu só penso que a pessoa se acha a última bolacha do pacote e que eu sou mesmo muito parva.

E estou numa idade em que não me apetece nada ser parva. Nada. Nadinha mesmo.

Da próxima cagari cagaró.

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2023
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2022
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2021
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
Em destaque no SAPO Blogs
pub