Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Doce Cafeína

Doce Cafeína

07
Mar22

Sonhos dilacerados

Cafeína

Nesta guerra nada faz sentido.

E choca-me profundamente as imagens que nos chegam, de familias separadas, amores separados, impossibilitados de serem vividos. As imagens que me pulsam na cabeça são as de mulheres que saem apenas com a roupa do corpo, muitas delas com os filhos pela mão numa coragem que nem elas percebem e com o medo de nem sequer saber quando e a que horas irão alimentar os seus filhos. Qualquer passo em falso e morrem aos olhos das crianças. Crianças, cujos sonhos foram violentados, destruídos e brutalmente anulados. Não há nada cor-de-rosa naquelas crianças. Tudo é medo e dor.

É uma sensação de impotência e medo de quem vê as imagens pela televisão e certamente será a sensação de morte em vida a das pessoas que vivem tamanho pesadelo.

As filas, os quilómetros, as horas, o frio, a fome, o degradar de uma nação nos olhos de quem é inocente e nada contribuiu para tal terror.

Tudo isto nos tem chocado ultimamente e quer queiramos quer não ninguém é capaz de ficar indeferente. Tenho abraçado tanto os meus filhos ultimamente e cada vez que o faço, apetece-me chorar. Chorar pelas mulheres, pelas crianças e pelas mães. Não sei onde iremos, sei que o medo paira no ar e a instabilidade e ambiente doentio que se faz sentir no mundo a todos nós vai matando aos poucos.

 

25 comentários

Comentar post

Pág. 1/2

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2022
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2021
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
Em destaque no SAPO Blogs
pub