Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Doce Cafeína

Doce Cafeína

11
Out22

Na aridez desse caminho

Cafeína

Há momentos em que a caminhada tem que ser feita sozinho. 

Os amigos estão lá, a verdade está lá mas a caminhada, a passagem pelo inferno é feita a sós com todas as nossas dores e lágrimas. É passar pelo deserto com o sol a pique e sem sequer saber quanto mais caminho há para andar. Os pés já queimam mas também não faz diferença porque não importa. Doem tanto que já nem doem. O anoitecer é o melhor que se tira dessa passagem. Porque a escuridão da noite combina com a escuridão da alma.

É um caminho sozinho. Não é solitude. É solidão mesmo. É dor. São medos, são angústias e incertezas. Não se sabe se há alguma coisa além disto e caso haja, onde e quando? 

E porquê? Como se faz quando não se encontra o porquê? Qual o motivo. O que é para retirar disto? 

Não há cajado, não há trouxa, não há agua. Só há a pouca força que resta para caminhar e tentar não desistir de encontrar a paz interior numa ilha chamada lembrança. 

 

 

25 comentários

Comentar post

Pág. 1/2

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2023
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2022
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2021
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
Em destaque no SAPO Blogs
pub