Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Doce Cafeína

Doce Cafeína

30
Dez21

Aquela subtil arte

Cafeína

Eu estava, na cozinha, a beber o meu café, pois tinha chegado a casa há muito pouco tempo. Os miúdos estavam a fazer desenhos, as gatas dormiam e nem a tartaruga (que nunca hiberna) se fazia sentir.

Ele olhou para mim com um olhar fulminante de me fazer suster a respiração, levantou ligeiramente as sobrancelhas, arranjou a blusa enquanto caminhava. 

Na minha mente... um momento quente e arrebatador, saudades talvez... fui sorrindo ligeiramente. Olhei para a bancada e enchi-me de calor, engoli o café. Não tenho chicote nem algemas (mas gostava ) e fui criando todo um ambiente interior.

Ele aproximou-se, eu engoli em seco e fiz uns olhinhos à gato das botas esperando ansiosamente o seu toque inconfudivel.

Tudo estava perfeito até que ele abriu a boca e disse: " Sabes, vou oferecer-te o livro da subtil arte de dizer f#da-s&, sei lá tem a ver contigo"

Bebeu um copo de água e voltou para a sala... 

Por favor, não me façam perguntas 

 

28
Dez21

Sobre 2021

Cafeína

Aprendi a chorar sem lágrimas, fui embora de uma amizade e descobri que nesse momento tive o maior ato de coragem e a maior prova de amor dada a mim mesma. Doeu-me horrores, causou-me danos emocionais.

Descobri que todo e qualquer tipo de relacionamento é muito mais complexo do que se possa imaginar e que a única pessoa que devemos colocar no pedestal somos nós mesmos. Aprendi a gerir as minhas angústias e desesperos e senti o quanto isso me impulsionou para um crescimento interior brutal.  Entendi que eu  e só eu serei sempre gentil o necessário para me acrescentar. Gosto muito da Cafeína de hoje e de todas as outras Cafeínas deixadas lá atrás.

Aprendi que o sofrimento, após o seu dano, nos permite voltar a sonhar e a reeencontrarmo-nos connosco mesmos, fiz planos, mudei de vida, comecei a poupar mais dinheiro, aconselhei os meus filhos como se fosse muito velhinha e olhei para o cafeína-men como aquele que está lá sempre.

Consegui o emprego que tanto queria, aprendi a não discutir mas, em vez disso, levantar a sobrancelha e olhar nos olhos para mostrar o meu desagrado. Tornei-me mais livre, mais idependente, mais próxima dos meus filhos e neste momento tenho projetos em mãos.

Em vez de um copo de vinho, bebo dois ou três, os que me apetecer desde que não me perca de mim, rio à mesa, não faço grandes fretes e se me chatearem muito levanto o dedo do meio. Por fim, e ao fim de tantos anos (tenho 37) aprendi que não conseguimos mudar ninguém nem meter nada na cabeça de quem quer que seja (palmas para mim que doeu mas cheguei lá  ) restando-nos sair da mesa de jogo e a saber sair de cena na hora certa.

Chorei de raiva, de dor, magoaram-me muito, exigiram de mim o que não conseguia dar mas libertei-me de tudo isso e olhei mais vezes para mim própria. Disse "amo-te" aos meus filhos vezes sem conta e dei-me ao luxo de me amar.

Não foi um ano fácil mas foi um bom ano 

 

27
Dez21

Então contem-me

Cafeína

como foi sobreviver à sogra? ao primo e à tia que ofereceu a cuequinha azul para a noite de passagem de ano?

estão todos (as ) bem? O pai Natal foi generoso?

Eu estou meio cá, meio lá, vim trabalhar mas ontem bebi um copito a mais e comi umas tantas fatias de bolo rei, pelo que estou meio empanturrada.

Vamos ver como isto corre 

23
Dez21

Santo Natal!

Cafeína

Quero desejar um Santo e Feliz Natal, cheio de doces e tudo o quanto der para engordar a malta!

Quero desejar uma noite muito feliz e que consigam ignorar a tia chata, o puto imbirrante e a sogra do piorio!

Quero dizer que fazer parte desta família é uma honra para mim e agradecer a todos (as ) que me seguem e aturam as minhas cenas!

Um Santo e Feliz Natal  

22
Dez21

Estou aqui

Cafeína

Tenho estado ausente porque o trabalho tem apertado e a vida anda mais corrida mas estou bem.

O Natal está à porta e penso que já tenho tudo tratadinho, não costumo dar muitas prendas e quer me parecer que à medida que passam os anos menos irei dar. Tenho sentido um turbilhão de sentimentos pois estou a investir em coisas que se correrem muito bem serão muito boas mas se derem para o torto fico lixada... mas tenho fé que tudo corra bem.

Este ano tem sido do caraças e pelo que prevejo até ao final deste será sempre assim. Há que lutar e permanecer no rinque até que os olhinhos mexam 

16
Dez21

Mudanças

Cafeína

Uma pessoa que já me foi muito próxima disse-me com um ar triste, admirado e meio zangado: "Tu mudaste", estás distante.

E eu perguntei o porquê de toda a admiração, se eu fiz tudo aquilo que ela disse que eu deveria fazer, se foi esse alguém que um dia no alto da sua arrogância me disse que eu devia fazer isto e aquilo, não dar tanto valor a certas coisas nem preocupar-me tanto, que a vida é para se viver e nas entrelinhas até me mostrou que o que se diz hoje pode mudar amanhã.

Ok, eu mudei. E depois? Segui todos os passos que um dia ela me disse e agora? Não gostou do resultado? Pois é.

Sempre achei que temos que cuidar uns dos outros, que temos que ser éticos, pessoas não são objetos e a vida roda, pessoas mal resolvidas impulsionam a que o outro mude e depois quando dele se torna idependente não gosta.

" Sim mudei e agora diz-me, como é a nova versão daquilo que um dia desprezaste?

Chorou. Não tanto quanto um dia me fez chorar.

Lamento, mas não caibo mais aqui. Fui embora. Parti.

13
Dez21

Eu comigo

Cafeína

Trago em mim a sensação de que ainda falta muito tempo para o Natal. Não sei se por não querer que chegue ou por saber que é uma época que de alguma forma me fragiliza mais. Gosto muito do Natal, aliás eu tenho uma grande paixão por tudo o que envolve o Outono/Inverno. Estas estações do ano fazem-me encontrar comigo mesma e fazem-me também sentir mais feliz.

Nesta época do ano, tenho o hábito de me sentar comigo mesma e questionar se estou bem onde e como estou, em que posso melhorar e até mudar. Mais para frente falarei sobre este ano que quase finda para partilhar convosco algumas coisas.

Ontem à noite dei por mim a pensar " que ano!" e parece que o facto de estar no fim ainda não se fica por aqui, a cada dia aparecm decisões a tomar, compromissos a honrar e sinto o mundo a passar por mim sem que eu passe por ele, o que não é de todo mau, pois dá a sensação de fazer as coisas mesmo que "anestesiada" pela minha estranha calma.

Enfim, eu comigo, vou lidando, caminhando e vivendo.

07
Dez21

Sabem aqueles dias

Cafeína

em que nada mas nadinha mesmo colabora?

 Às 7 horas da manhã estava a fazer o lanche para os putos levarem para a escola e começo a ouvir coisas a arrojar no chão, eram as gatas com uma estrela que sacaram da árvore de Natal. Fui tirar-lhes a estrela e enquanto o fazia pude reparar que ambas as gatas tinham as beiças cheias de brilhantes que é assim uma coisa...que lhes fica uma beleza.

De seguida, vou aquecer o leite para os cereais (porque o meu pequeno almoço é o mesmo há 22 anos), viro-me para trás tinha uma gata escondida na máquina de secar e a outra com estrelitas na boca.

Vou tomar banho, ia com a bisga, enfiei um dedo no olho que está vermelho até agora porque lavava a fronha com afinco (sim, que eu sou uma pessoa asseadinha)

Acordo os putos, o mais novo fez todo um drama, só se calou quando lhe disse que amanhã é feriado (vá lá, vá lá). Saio de casa, está vento, chego esgroveada ao trabalho.

Começo a fazer ofícios e a p#ta da impressora (que não tem outro nome) vai buscar folhas à gaveta errada e aparece uma das chefias que se ri a bom rir.

Alapo o rabo na cadeira e oiço:" São precisos mais 12  Para hoje  Até ás 16horas "

opá f*d#-se!

06
Dez21

árvore de Natal

Cafeína

Cafeína fez a àrvore de Natal com os pintainhos e o Cafeína-men.

Cafeína tem duas gatas que, ficaram em modo pateta quando viram as fitas e as bolas penduras da árvore de Natal. Quando Cafeína virou costas, houve bolas a rolar no chão, fitas enroladas ao rabo das gatas e miaus histéricos mas tudo bem, vamos descansar que amanhã será outro dia.

Outro dia... outro dia com bolas na carpete da sala, estrelas na boca de uma das gatas e uma pinha na caixa de areia mas tudo bem, vamos trabalhar que isto passa. Depois que o pintainho menor chamou cabra a uma rena, perguntou porque a pilinha tem duas posições e vi uma das gatas com o rabo em cima do focinho da outra já nada me vai espantando...

 

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2022
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2021
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
Em destaque no SAPO Blogs
pub